terça-feira, 23 de março de 2010

Olá amigos,
Sempre que falamos da cena psicodélica dos anos 60 nos lembramos de grupos como Pink Floyd com seu The Piper At Gates of Dawn, Jefferson Airplane com suas maravilhosas obras entre tantos outros grupos da cena inglesa ou mesmo do psicodelismo de Sao Francisco. Além destes, nomes como Beach Boys com seu belo Pet Sounds entre poucos outros. Mas para não ficar sempre no óbvio aqui cito algumas obras da cena que realmente valem muito a pena conhecer e que estou ouvindo (literalmente agora) :
Tomorrow featuring Keit West : Lançado em 1967 é bem bacana. Além de belas faixas como My White Bicicle, A Teenage Opera entre outras, traz como destaque o jovem guitarrista Steve Howe que poucos anos depois faria história junto ao progressivo Yes. Aqui muito mais jovem e tímido ele já mostrava o que faria mais tarde com as cordas de sua guitarra. Outro nota importante é uma baita versão de Strawberry Fields Forever dos Fab Four.
KAK : Excepcional album, já resenhado no www.screamyell.com.br. Disco que ainda soa moderno, jovem e que mostra um incrivel conjunto de belas canções. O grupo era formado por Gary Lee Yolder que tocou depois no pesado Blue Cheer. Um clássico 68.
Kaleidoscope : Não me canso de citar estes dois discos deste excepcional quarteto surgido na Inglaterra em 1967. Discos com Tangerine Dream (nada a ver com a banda) e Faitlyng Blowing são verdadeiras obras primas. Vale lembrar que era a banda preferida de Jimmi Page. Tá bom para você ? Sem grande sucesso, mudaram de nome, gavadora (Vertigo) e criaram o Fairfield Parlour, que para variar é uma maravilha de disco de 1970. Para os fãs temos ainda um recente relançamento dos clássicos, Live At BBC, duplão e com várias apresentações dos caras na cerebre rádio inglesa... Imperdível.
A Group Called Smith : Se curte uma pegada psicolédica com tempero soul music certamente irá gostar deste álbum. Mais um conjunto de lindas interpretações com destaque para Let´s Spend the Night Together dos Stones, Tell Him No de Rod Argent e ainda Baby´s It´s You de Bacarach. Tremanda descoberta tardia (mas antes tarde do que nunca...)
Music Emporium : Bacana e meio estranho album, reeditado pela Sundazed anos atras. O trio americano trazia uma estranha musica que traz o nome de Nam Myo Renge Kyo .. Nada mais do que um mantra utilizado pela religião budista que quanto mais repetido (pelo menos para eles) traz boa sorte. Não sei se o negócio funciona de verdade, mas a musica é bem legal. A edição do disco em vinil é linda, com fotos vazadas, capa dupla e tudo mais ... um luxo só !
Moby Grape : Este na verdade é até bem conhecido. Pena que a lançamento desastroso (e exagerado) de seu primeiro album tenha "queimado o filme" do grupo do malucão Skip Spence. De toda forma o grupo, que nunca fez sucesso, pode hoje ser apreciado como um bom vinho português (ou americano ?) ... Este primeiro album é ótimo, mas a obra dos caras vale muito a pena. Apenas há pouco ouvi com mais atenção e ... é muito bom ! Veja o detalhe da foto da capa do disco. O "dedinho" do guitarrista pegou super mal e ajudou a detonar ainda mais a reputação (que já não era muita) do grupo...
Gerardo Manuel : Saindo do psicodelismo indico um album que peguei (cortesia do João Captain Trip Pacheco da Benedito Calixto em SP) e gostei muitão mesmo. O cara, na verdade um peruano com cara de doidão se chama Gerardo Manuel (isto mesmo) ...Lançado em 1970 é um hard rock com tendências psicodélicas e é incrivelmente bom. Ah, tem uma versão de Are You Ready? do Grand Funk que é muito legal além de Power Soul de Jimi Hendrix. O nome do disco é Apocallypsys... Ah, a foto interna é "lamentável". O cara tem mais cara de um vendedor ambulante ou então um bicheiro com cara de gardelon, mas não se engane, é excelente...Pela foto talvez possa ser considerado o "Falcão Peruano",
Na seção coisas modernas destaco o Camara Obscura. Chamado My Maudlin Career foi lançado pela 4AD em 2009. Trata-se de um folk pop bem gostoso de ser apreciado com destaque para a faixa título. É o quinto album do grupo escocês e merece ser ouvido com atenção...Para se ter uma idéia do quilate dos caras (e minas) o terceiro album do grupo foi produzido por Stuart Murdoch do Belle and Sebastian ... e foram apadrinhados pelo DJ John Peel quando surgiram como uma grande promessa ...
quero agradecer ao Rubens Herbst, Fabio Raposo, Parffit, Marcelo, Carlos Polvani do programa É ROCK, de Joinville pelo convite para participarmos desta ultima edição. Foi bacana, todos muitos receptivos e atenciosos. Espero que tenha dado conta do recado e vamos conferir no sábado as 20:00 hs...Que venham outros e melhores programas,
Isto aí, por hoje são estes os preferidos da casa para esta semana,
até a próxima

5 comentários:

Marcelo disse...

Grande Wagner! Parabéns pelo blog e pelas ótimas dicas de pérolas do mundo da música! Eu também faço parte do programa É Rock! da rádio udesc e foi um prazer te conhecer!
As portas do programa estão sempre abertas para que você traga mais preciosidades sonoras, ok?
Forte abraço

Anônimo disse...

Fala Marcelo,

tambem gostei muito de participar, show de bola mesmo,

Vamos trocando as preciosidades com certeza,

obrigado pelo convite e fiz a correcao nos agradecimentos, pois nao em lembrava do nome de todos voces, mas o Rubens me ajudou

grande abracos e vamos trocar mais figurinhas.. aguardo contatos !

Wagner

Alexandre disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Alexandre disse...

Fala Wagner, ótimo post. O programa na rádio Udesc também está muito bom. Balanceando a apresentação de bandas dos mais diversos países.

Wagner Xavier disse...

Alexandre,
tudo bem ? obrigado pela vista e comentário bacana.
Sem duvida o programa está muito bom mesmo, a galera está num altissimo nivel.
Só coisa fina,
grande abraco
Wagner