terça-feira, 10 de abril de 2007

Kaleidoscope Uma das ultimas grandes descobertas dos velhos tempos : Os pródigos anos 60 ainda nos reservam muitas surpresas. Apesar de colecionar discos há um bocado de tempo, ser apaixonado por várias coisas da época e não achar que "só" Beatles, Rolling Stones, Kinks, Who fizeram a alegria da juventude naquela época, estou me rendendo a qualidade de quatro músicos semi desconhecidos no mundo pop de hoje. Trata-se do fundamental Kaleidoscope.Formado na Inglaterra nos idos de 65, a banda gravou seu primeiro álbum pela Fontana. Tangerine Dream, a estréia, é um discaço do começo ao fim. Composta por Peter Daltrey (teclados e vocal), Eddy Palmer (guitarra e vocal), Dan Brindgman (bateria) e Steve Clark (baixo), a banda inglesa Kaledoscoipe estreou com um single em 1967, que continha as faixas A Dream for Jolie, Bordeaux Rose e Jenny Artichoke.Após algumas aparições na BBC, a banda conseguiu lançar seu primeiro álbum, Tangerine Dream, em 1967. Tangerine Dream lembra coisas de Beatles, Love, Jeferson Airplane e outras coisas da época. É uma delicia de ser ouvido, desde seu inicio até o final. Faixas como Further Reflections, Dive into Yesterday e Dear Nellie Goodrich são de uma beleza impar. A grande canção é a ultima faixa, The Sky Children. Vá atrás dela. A qualidade de Tangerine Dream, no entanto, não bastou para catapultar a banda ao estrelato. Mesmo assim um segundo álbum é lançado e... outra obra prima. Lançado em 1969, Faintly Blowing é uma beleza de disco. Mais maduro, mais trabalhado, mais psicodélico e, no entanto, não soa difícil e intelectual. As guitarras psicodélicas chegam a lembrar coisas do ótimo Sonic Youth (será mera coincidência). A faixa A Story From Tom Blitz nos remete aos Stones, fase Aftermath.Os destaques são as fantásticas If you So Wish, The Feathered Tiger e a melhor do disco, Black Fjord. Apenas estas três músicas já mostram o talento dos rapazes. Mesmo com a qualidade acima da média, o Kaleidoscope não teve o apoio necessário da Fontana e o álbum não aconteceu como deveria. Tangerine Dream e Faintly Blowing foram relançados em 2005 em formato digital pela excelente Repertoire Records, em formato digipack, com livreto informativo, letras e faixas bônus (também de grande qualidade). Após os dois álbuns pela Fontana, o Kaleidoscope manteve-se na estrada. De gravadora nova e renomeados para Fairfield Parlour, lançam em 1970 o álbum From Home to Home (também disponível em CD pela Repeirtore Records). Apesar de diferente, a qualidade do álbum está na média dos anteriores. A faixa Emily diz tudo, mas isto já é assunto para outro bate papo..

Um comentário:

Nei Xavier disse...

Legal depois vou procurar musicas deles, pra ouvir!
Sera que acho?
Ah.. outra coisa, vou divulgar
este blog no Orkut pois ta ficando show.

Abração!