quarta-feira, 3 de outubro de 2007

Saudações tricolores,
Mais 1 final de semana bacana aqui em casa, com visita especial do velho amigo João Pacheco (famoso Captain Trip da Benedito Calixto) e da Dirce, um barato. Seguinte, o cara vem em casa, em traz um monte de discos bacanas (na linha de Gong, Vasthi Bunian (um folk absolutamente maravilhoso), só todos Blue Cheer, Malicorne, Family, Astral Weeks, Children of the Lir (outro folk simplesmente apachacante) , anda de pedalinho no Expoville (ainda vou postar as fotos para ver para crer, e claro, levar na praça pro Dias, Helio, Sergião, Marcão checarem a onda do menino) e de quebra me deixa falido ... Sacanagem né ? Ainda bem que não paguei ainda... (rs)
Ah, e tem o Black Cat Bones que ainda precisa passar por uma recuperação física, mas já estou contando com ele na minha coleção.
E ainda mandou ver numa raquepeta no Zoop ... (a Dirce amarelou na carninha crua). Vir em Joinville tem que experimentar a danada.
Mas foi legal, deu para colocar as fofocas em dia e ainda ouvir um som ...Só o filme Boleiros 2 que foi uma porcaria, o Hugo Georgetti poderia ter nos poupado desta ..., alias filmes com número no nome sempre nos surpreendem negativamente.
Ah, 2 dicas culturais do mundo pop (que na verdade não servem para quase nada) :
A primeira delas é o livrinho Reações Psicóticas (de 2005) da Conrad. É uma coletanea deliciosa do famoso crítico Lester Bangs, da New Musical Express e outros. O cara é um azedo, totalmente drogado, morreu em 1982 mas conhecia e escrevia como ninguém sobre rock and roll. O livro me deixou mais apaixonado ainda por Astral Weeks (obra máxima de Van Morrison, e certamente um dos meus top ten de todos os tempos), me fez vidrar em American Woman do Guess Who ao vivo e outras coisas mais ... É um livrinho de 130 páginas, dá pra ler numa tarde de cerveja e rock and roll ... Vale a pena mesmo..
"Acima de tudo isso, ele é um mentiroso,, um talento desperdiçado, um artista em fluxo contínuo e um mascate vendendo quilos de sua própria carne", Lester Bangs sobre Lou Reed..
"Finalmente esse brilhante escritor norte-americano ganha o livro que merece. Uma jornada pelo gênio, pelo mundo e pelo espírito feroz de Lester Bangs ... leitura rock and roll" - Cameron Crowe, diretor de Vanilla Sky e Quase Famosos (exatamente sobre ele).
American bitch
American cunt
American slut
American lesbian
American schoolgirl
American housewife
American beaver
Trecho da gravaçao de American Woman, guess who, Live at Paramount, 1972 - Tapa na cara, Clássico !!!!
A segunda dica cultural (que não servem para quase nada) é minha eterna dúvida sobre qual o melhor disco do Radiohead. Será The Bends ou Ok Computer ? Nas férias levei os 2 para SP para ouvir legal e concluí sem pestanejar que The Bends é melhor, normal, OK Computer consolidava o anterior. Semana passada ouvi os 2 e achei o Ok Computer melhor... Caracas, será que isto é o meu lado geminiano falando mais alto ?
Os 2 são os discos mais tristes do mundo (e olha que já cansei de ouvir tudo quanto é Joy Division, Big Star entre outros (assuntos para outro dia), mas estes Radiohead são foda... Tom Yorke tava com a macaca quando criou estes discos...
Acho que em 2020 o Ok Computer poderá ser um Sgt Peppers (e o The Bends um Revolver), não sei, pode ser que não, mas que este disco é do cacete, isto é ...
Bom, a dúvida continua ... Logo ouço os 2 de novo, quem sabe irei gostar mais do Kid A ? Pensando bem, posso gostar dos 2 iguais !!! Que bom, não fico com esta pressão de ter que escolher 1 ...
Por hoje é só ... muita coisa, até +
Dia 12 estamos chegando em SP, Oba !!!!!! vou na feirinha, Outback, Galetos, etc etc etc...
Segura a onda ae Joao !!! e valeu pela visita especial !!! Quem sabe da próxima o Marcão e o Jan passam por aqui também para fazermos aquela tour rock and roll em Joinville,

3 comentários:

Joao disse...

Wagnão, deixa a Dirce saber que você escreveu que ela amarelou...quem vai amarelar é você, rss.
Mas, brother, valeu por tudo aí em Joinville, foi legal. Você foi um baita anfitrião.
Sobre o pedalinho depois conversamos, não é, pai desnaturado. Sirvo de babá e ainda tenho que ler isso, rss.
PS - Arriscou, hein, contando que o Black Cat Bones está na sua coleção depois de escrever essas inverdades, hehehe

Leonardo disse...

Olá Wagner. Moro em Curitiba e sou leitor assíduo de suas colunas no screamyell. Há algum tempo você citou uma loja de BH que dispunha de títulos raros em vinil, será que você poderia me dizer qual é a loja? Aproveito para lhe pedir uma resenha do Ursa Major e do Boomerang. Um forte abraço e até a próxima.

Leonardo

Anônimo disse...

Leonardo
me mande um email para eu lhe responder
wagner@logocenter.com.br
abs
wagner