segunda-feira, 29 de setembro de 2008

Olá amigos,
Final de semana mais que especial, visita em SP. Lá tem coisas especiais para mim :
- casa, café e carinho da mama
- maninhos, maninha, truta e thaiz
- sobrinhos
- benedito calixto (divesão garantida ou seu dinheiro de volta)
- amigos (jan, joao, diaz, bentão, marcao, bel, phil) toda a moçada no esquema dos discos...
- pastel da feirinha
- livraria cultura
- valeu voltar pra casa, mas sempre é bom estar lá alguns momentos ... até novembro no R.E.M.
- não consegui fazer um monte de coisas, mas valeu a pena, como sempre
Aproveitei para novas aquisições, todas de primeira linha como Pescado Rabioso, Pretty Things (vinil azul, lindo), Kaleidoscope (agora em vinil, uma das melhores de todos os tempos), Eric Clapton, ultimo Savoy Brown que não tinha, Cream, Magic Latern, Chirco, entre outros ...Uma maravilha de compra !!!
e especial para os amigos Marcelo do RJ e Marquinhos de Porto Alegre, segue um pequeno texto de um dos discos de hard rock mais legais de todos os tempos ... BANG !!!
Banda : Bang Nacionalidade : Estados Unidos Ano de Lançamento : 1971 Estilo : Hard Rock Cotação : *****
Formação Frank Glicken : Guitarra e Vocal Frank Ferrara : Baixo e Vocal Principal Tony D´Iorio : Bateria Lista de Músicas 1- Lions, Christians 2- The Queen 3- Last Will 4- Come With Me 5- Our Home 6- Future Shock 7- Questions 8- Redman
Um clássico do hard rock raro em 1971, Bang é a estréia da banda homônima originária da Philadelfia. Claramente influencida pelo ícones Black Sabbath, Blue Cheer e Grand Funk Railroad traz um disco consistente com canções bem executadas, criativas ao extremo para o modelo da época. Os temas em sua maioria, assim como o Grand Funk, dizem sobre os horrores daquela guerra que os americanos viviam na época, o estúpida e ilógica guerra do Vietnam.
Power Trio na linha Cream, Jimi Hendrix Experience, Bang começa quente com Lions, Christians. A faixa the Queen é ótima, com exclente trabalho de guitarra. O disco foi lançado pela Capitol e a edição original em vinil traz um pôster gigante para lá de bacana e que deixa qualquer colecionador orgulhoso de sua cópia. O pôster mostra uma foto da banda (e alguns “soldados”) num cemitério e no canto inferior o numero de soldados mortos em todas as guerras que a América participou. O lista acabava no Vietnam com 44.056 mortos e 292.167 feridos. Isto era ainda novembro de 1970 e não havia guerras do petróleo e Iraque.
A versão em CD lançado em 1998 pela Lizard Records é paupérrima, não traz informação alguma mas a forma mais fácil de conseguir esta verdadeira obra prima para sua coleção. Resta-nos esperar por um lançamento decente do disco.
Graças ao bom Deus consegui minha cópia em vinil numa viagem bacana, vamos aguardar que apareçam outras cópias...
Abraços e até a próxima

Um comentário:

On The Rocks disse...

oi, teu blog é legal. vou conferir o writing on the wall, depois te falo o que achei.

tenho um blog: www.buenasrocks.blogspot.com

até mais.